menu
     
     
     
     
     
     
 
  
 
 
Agudos, 22/09/2019, 21:43


Seminaristas agradecem aos frades e benfeitores
Imagens: Ação de Graças pelos 60 anos de Agudos - 2010
Ação de Graças marca os 60 anos do Seminário
Sessão de Lançamento do Livro “Jardim de Deus”
ENTARDECER DE UMA HISTÓRIA
(fatos marcantes nos 60 ANOS - III )
(fatos marcantes nos 60 ANOS - II )
(fatos marcantes - I )
Jardim de Deus
Sessão solene abre comemoração pelos 60 anos do Seminário
Sua Missão: Seminário e Escola de Ensino médio
Memória dos que fizeram esta história II - Frei Walter Hugo de Almeida
Memória dos que fizeram esta história I - Frei Walter Hugo de Almeida
Central de Encontros - Frei Walter Hugo de Almeida
Jardim de Deus - Frei Walter Hugo de Almeida
Realidade e Recordação - Frei Walter Hugo de Almeida




Motivos que perpassam a Letra:
• Jardineiros de Deus, de ontem e de hoje.
• A Vocação.
• Agudos – referência.
• A saudade.
• A semente e o Chão.
• O cultivo e o Reino de Deus.
• O Sonho de Evangelizar.

I. Entrada
Vinde, todos, cantar gratidão,
Louvor santo, alegria ao Senhor,
Pela jóia plantada no chão
Desses prados de Agudos com amor

Toda Agudos de orgulho sagrado,
Aos teus pés, ó Senhor, vem pedir
Que o Jardim em seu solo plantado
Sonhe a graça de sempre florir.

Coração da Província a pulsar,
A Gerar os arautos da Igreja,
Hoje é festa, canção jubilar
De uma história de amor benfazeja.

Sementeira do céu cultivada,
Por fiéis Jardineiros do Reino,
Povoando a Província na estrada,
Na esperança do Novo Milênio.

Abençoa, Senhor, esta Casa,
Pois a messe é tão grande, Senhor,
Abençoa o Jardim, traze a brasa
Pra queimar nosso peito de amor!

II. Meditando
Quando te ouvimos, Deus, naquele dia,
Em que tua voz feriu nossa alma a fundo,
Jamais em nós faltou tua mestra guia,
A fé e a graça pra vencer o mundo.

Quando te ouvimos, dentro um fogo em nós,
Estranha luz de nossa Vocação...
Hora do Céu, mistério dessa voz,
Que seduziu o nosso coração.

Não há, Senhor, de ti como fugir,
Quando tua voz se faz em nós vitória,
Não há, Senhor, o como não te ouvir,
Se tua voz é luz em nossa história.

De coração tão simples, ó Jesus,
Gratos, alegres, bem nas tuas mãos,
Que a mesma voz para nós, a mesma luz,
Que a mesma estrela nos leve aos irmãos!

III. De Deus um Chamado
O Senhor nos chamou para a vinha,
Que alegria, que doce canção,
Ele é Vida da vida e caminha,
Junto àquele a quem deu a missão.

Quando Deus dá seu Dom, dá também
Toda luz, toda a graça na estrada,
E se a cruz, porventura, nos vem,
É certeza, não vai ser pesada!...

Vocação é de Deus um chamado,
Mas espera a resposta da gente,
Coração é Jardim bem regado,
A sonhar o amanhã da semente!...

IV. Lugar de Bênção
Os jardineiros que cultivam a terra
Dos corações que vivem sonhando aqui,
As alegrias que o Jubileu encerra
- Eis nossa oferta, Deus, neste altar a ti.

Nosso passado, Senhor, aqui presente,
O hoje e o amanhã da província, seu viver,
Todo cuidado e o zelo e o fim da semente,
Que Deus plantou e sonha feliz colher!...

Este Jardim celeste e o matiz dos prados,
O Seminário e tudo que nele encanta,
Senhor, te damos os dons, os que mais sagrados
Viver precisa esta tua Igreja santa!...

De coração, ao céu glória e toda a graça,
Pelo lugar de bênção, feliz jardim,
Via e esperança, para quem nele passa,
A cultivar e a Deus responder o Sim.

A Vocação traduz força e sol de sonho,
Segredo e graça, todo o esperar da flor,
Guarda esta Casa, ó Bom Nosso Santo Antônio,
E os Jardineiros deste Jardim de amor!

V. Dois Amores
A Eucaristia, vida e vigor, canção,
Onde o trabalho, amor, oração, lazer,
Faz-se oblação no altar, junto ao vinho e pão,
Ao Trino Deus que o amor faz em nós nascer.

A Eucaristia, prova de amor de um pai,
Que deu seu Filho para morrer na Cruz,
A Eucaristia, Pão do que fraco cai,
E novamente sonha seguir Jesus.

A Eucaristia, Ceia do pão parido,
Sinal, convite, para os que dizer crer,
Mundo encantado, é o amanhã florido,
E o desafio para você viver.

A Eucaristia do Jubileu que agora
Nós celebramos de coração tão puro,
Traduz o sonho que nos marcou outrora,
Vive a alegria de um promissor futuro.

A Eucaristia, festa de dois amores,
O amor de Deus e o amor aos Imãos na estrada,
A Eucaristia, cura de nossas dores,
A fortaleza da nossa fé sagrada!

VI. Virgem do Sim
Nós prometemos seguir, Senhor, teus passos,
Pelas veredas desse Milênio Novo,
Dá-nos a força e a fé, pra enfrentar fracassos,
E um grande amor também, para amar teu povo.

Traça, Senhor, o rumo do teu querer,
Tua vontade santa, tua lei enfim,
Nós prometemos, vamos fiéis viver
Prisioneiros, servos do nosso Sim.

Francisco pobre, servo de Assis que um dia,
Viveu central raiz da tuda lei – mensagem,
Tua Mãe santa, a virgem do Sim, Maria,
Hão de inspirar a nós a feliz viagem.

Protege, Santo Antônio, o Jardim de Deus,
Este lugar que abriga o sonhar de um frade,
Protege, Santo Antônio, os que filhos teus,
Buscam aqui matar, reviver saudade!

Frei Walter Hugo de Almeida

 

pe
| Voltar |

[Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil] - Copyright © 2011 Franciscanos.org.br
Todos os direitos Reservados.