menu
     
     
     
     
     
     
 
  
 
 
Agudos, 22/09/2019, 20:43


Seminaristas agradecem aos frades e benfeitores
Imagens: Ação de Graças pelos 60 anos de Agudos - 2010
Ação de Graças marca os 60 anos do Seminário
Sessão de Lançamento do Livro “Jardim de Deus”
ENTARDECER DE UMA HISTÓRIA
(fatos marcantes nos 60 ANOS - III )
(fatos marcantes nos 60 ANOS - II )
(fatos marcantes - I )
Jardim de Deus
Sessão solene abre comemoração pelos 60 anos do Seminário
Sua Missão: Seminário e Escola de Ensino médio
Memória dos que fizeram esta história II - Frei Walter Hugo de Almeida
Memória dos que fizeram esta história I - Frei Walter Hugo de Almeida
Central de Encontros - Frei Walter Hugo de Almeida
Jardim de Deus - Frei Walter Hugo de Almeida
Realidade e Recordação - Frei Walter Hugo de Almeida


Realidade e Recordação

Por Frei Walter Hugo de Almeida

Aqui cheguei, lá pelos anos de 1959. Vinha de quatro anos de caserna, Artilharia Motorizada, 4º RO / 105, de Juiz de Fora, para começar uma nova vida. Impressionei-me com a gigantesca construção, e com toda a amplidão deste Seminário e sua estrutura, onde tudo foi pensado: a parte educacional, formativa e a infra-estrutura; sala de física, sala de química, posto de meteorologia, oficinas e mais oficinas; rouparia, ferraria, marcenaria, padaria, campos esportivos, piscina, cemitério. Sem falar de horta, pomar, criação de gado e porcos. Enfim, estava em uma Fazenda – Santo Antônio.

E os seminaristas eram mais de trezentos e sessenta. Os grandes, os médios e os pequenos. Uma rígida e sacramental disciplina, para o bem de todos. Mais de quarenta frades na Fraternidade, para servir a imensa Casa. E que frades! Gente de ampla cultura e de amorosa dedicação!

Aqui vivi, sete anos. Valeram-me para a vida: até hoje me vem a base desse tempo, e trago imensa gratidão do que aqui recebi, em todos os aspectos!... Meus orientadores e mestres, tenho-os no coração e na saudade, e na oração.

Em 1965, dezembro, daqui parti para o Noviciado, em Rodeio. Em 1978, para cá voltei, e agora, sob obediência, como professor de Língua Portuguesa e Literatura, Retórica, Latim. Atuei 11 anos: um tempo, como diretor e guardião, dois mandatos.

Mas, nesse tempo já não eram tantos vocacionáveis quanto naqueles tempos... E o Primeiro Grau foi fechado, priorizando ainda os seminários do Sul: Luzerna e Ituporanga. Somente o Segundo Grau permaneceu. Eram tempos diferentes!...

Em Agudos, servi ainda três anos como Mestre do Postulantado II, continuando como professor. Fui transferido para Petrópolis, como Mestre dos estudantes-teólogos; depois para Rondinha, como diretor do Instituto de Filosofia. Novamente, fui transferido para Agudos, como Diretor, professor, e como coordenador dos Encontros da Casa.

Transferido para Guaratinguetá, para animar a Devoção ao Beato Frei Galvão, ali estive dois anos. Pediu-me a Província para ser Moderador da Formação Permanente, e atuar no Santuário de Vila Velha, Penha. Veio o Capítulo, e solicitaram-me para voltar a Guaratinguetá, ser Guardião do Postulantado. Após três anos, novamente, fui atuar na Penha. Hoje me encontro de novo neste Jardim de Deus, servindo como Professor de Literatura, coisa que muito amo.

pe
| Voltar |

[Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil] - Copyright © 2011 Franciscanos.org.br
Todos os direitos Reservados.